MUSEU DA CIVILIZAÇÃO MARROQUINA DA ÁGUA

Água é o tema central do novo museu de Marraquexe

A água, expressão essencial da história de todas as civilizações, e o património hidráulico são o tema central do novo museu.

Será um museu fora de muros, com um modelo museológico híbrido, com diferentes funções para preservar e dar a conhecer o património e génio hidráulico tradicional de Marrocos.

O novo Museu da Civilização Marroquina da Água visa trazer a temática da água para o centro da sociedade, disseminando informação, sensibilizando e criando uma consciência para os desafios que o desenvolvimento sustentável coloca, exigindo uma nova visão estratégica para a água. O Museu vem evidenciar o património da Escola Marroquina da Água de Marrocos, único no mundo, da sua riqueza de conhecimento, alicerçado em práticas tradicionais, que deve não somente ser preservado e mostrado mas também contribuir para se configurar como exemplo a seguir enquanto modelo de gestão sustentável e eficaz dos recursos hídricos.

Com este novo projeto, a MUSE obtém mais um importante reconhecimento da sua competência e experiência acumulada na concetualização expositiva e museográfica sobre a temática da água. Um conhecimento já materializado em projetos anteriores como são exemplo os Pavilhões Água Extrema, Pavilhão do Kuwait e Torre da Água, na EXPO de Saragoça, em Espanha.

Para a qualidade da proposta apresentada pela MUSE, contribuíram ainda a relevante experiência adquirida no âmbito científico e no âmbito da conservação e preservação do património.

O Museu da Civilização Marroquina da Água tem como grande ambição contribuir para conservar, documentar e dar a conhecer todas as realizações do génio hidráulico tradicional de Marrocos e dos Marroquinos durante o período entre o Século IX e Século XIX; apresentar todas as manifestações sociais, culturais e espirituais relacionadas coma água; e mostrar um mapeamento completo dos recursos hidráulicos de Marrocos, nas suas diferentes formas: hidrológicas, hidrogeológicas e marítimas.

Com 13 espaços temáticos desenvolvidos, o ambiente museográfico é marcado pela aplicação de recursos expositivos cenográficos diversificados, contemplando vitrinas, instalações multimédia e módulos experimentais. Destaque para o Espaço Água – Uma substância diferente das outras, dedicado aos aspetos científicos, propriedades e papel da água na natureza, com um ambiente que sugere uma atmosfera moderna e futurista inspirado nas moléculas da água.

O percurso de circulação e de implantação temática dos conteúdos desenvolve-se à volta de uma estrutura circular de três níveis, com um pátio central que unifica o espaço e que cria uma grande volumetria de altura, que proporciona um espaço cenográfico espetacular.

O projeto museológico tem como principais objetivos promover o património e o legado marroquino no desenvolvimento da engenharia hidráulica, na preservação, utilização e gestão dos recursos hídricos; relevar o papel da água enquanto condição de vida; e comunicar o seu valor como fonte indissociável do desenvolvimento.

Será também uma forma de dotar a cidade de Marraquexe de uma infraestrutura cultural de qualidade que se transformará num ícone e numa atração para todos os visitantes. Será um local de animação e de dinamização de questões sobre o tema da água com impacto à escala local e regional, promovendo exposições temporárias, ateliers de atividades pedagógicas, colóquios, seminários nacionais e internacionais.

Tem ainda como missão oferecer uma ferramenta pedagógica aos estudantes e investigadores no domínio do património hidráulico e das temáticas atuais da água. Pretende acima de tudo, ser um museu fora de muros, criando uma rede de local de património hidráulico, apoiando e preservando as tradições ainda vivas.

O modelo museológico desenvolvido reflete uma abordagem híbrida e uma pluralidade de funções:

1. Um museu arqueológico: preservar o património;
2. Um museu de ciências: promover a inovação;
3. Um centro de interpretação moderna: emocionar e gerar participação;
4. Um museu fora de muros: preservar e reabilitar o património in situ;
5. Um centro de pesquisa internacional: descobrir e comunicar.

Ver projeto

Artigos relacionados:

Une expérience inédite pour protéger la mémoire de l’eau

Marrakech: un musée dédié à l’eau ouvre ses portes le 2 mai

Video – Marrakech: Ouverture prochaine d’un musée de l’eau